BLOG

ENELE MANTÉM PLANO PARA DESTINAÇÃO CORRETA DE TODOS OS RESÍDUOS

25 de agosto de 2021

Empresas e indústrias devem, por lei, cumprir e ter o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS). Isso significa na prática, selecionar e dar o destino correto aos resíduos produzidos.

Mas, muito mais do que cumprir a legislação vigente é o cuidado com o meio ambiente e a preservação dele, bem como, a segurança da comunidade.

A Enele, com mais de 37 anos de atuação no ramo moveleiro, tem responsabilidade ambiental, por isso separa os resíduos de acordo com suas características e necessidades específicas de descarte ou reciclagem. Seleciona criteriosamente empresas especializadas para dar o destino correto a cada tipo de resíduo.

Conforme o CEO da Enele, Nivaldo Lazaron Junior, todas as empresas devem ou deveriam ter preocupação com o meio ambiente e compromisso com a preservação do planeta.

”Nós fazemos isto há muitos anos e sempre tivemos a preocupação com o rastro que deixamos. Tanto que além dos descartes, a Enele manteve um programa de educação ambiental, chegando a construir uma estação ecológica em uma área de mata mantida pela empresa, aberta para uso das escolas para aulas presenciais reais com seus alunos, para que eles entendessem e conhecessem as espécies na prática e com isso pudessem aumentar ainda mais o seu respeito pela natureza e seu compromisso com a preservação. Agora, analisamos o retorno desta iniciativa”, comenta.

Ainda, segundo o diretor, esse importante trabalho de separação e destinação conta com um auxílio superimportante: os colaboradores. ”Nossa equipe tem consciência da importância do descarte correto e está diretamente envolvida no processo, separando os resíduos e com o olhar crítico sobre tudo que vêem pela empresa”, comenta.

A inspiração faz parte da transformação ambiental

Para que tudo seja descartado corretamente, a Enele segue algumas etapas. Na indústria possui contêineres provisórios até que as empresas responsáveis pela destinação façam o recolhimento.

A primeira fase é a separação inicial entre o que será reciclado ou descartado para aterros regularizados.

Para a reciclagem são destinados itens como aparas de papeis, papelões e plásticos. Quem recolhe é uma empresa especializada em reciclagem, que transforma esses resíduos em novos produtos.

Os resíduos de madeira (maravalha, serragem, lenha) também são coletados por empresas com diferentes especialidades, que transformam em combustível ou em camas de aviário, muito utilizadas na criação de frangos em nossa região.

Em menor volume estão os resíduos metálicos e vidros, que são entregues a outras empresas, cada uma com sua especialidade.

Já os resíduos que não podem ser reciclados são retirados dos contêineres próprios por outra empresa, que tem áreas regulamentadas para depósito seguro.

Pandemia reforçou a importância da preservação e em investimentos sustentáveis

Mesmo em pandemia, onde muitas instituições cortaram gastos, a Enele continuou com investimentos visando a sustentabilidade. Para isso, investiu em placas solares para produção de energia fotovoltaica. Hoje, a fábrica e as duas lojas próprias Enele operam com energia limpa.

Além disso, a indústria está em processo de troca de todas as lâmpadas por led, que consomem menos energia e produzem menos calor.

Postado por Vox Brazil Comunicação.
Compartilhar